Adriana Bastos e Marcelo Zuppardo

Roteiro:

Bali, Indonésia – 3 noites

Gili Trawangan, Indonésia – 5 noites 

Lombok, Indonésia – 3 noites 

Bali, Indonésia – 3 noites 

Cingapura – 4 noites

Relatos sinceros sobre uma lua de mel pela Ásia

Os noivos que fizeram um descolado site de casamento com o Just Married e o Casar, Adriana Bastos  e Marcelo Zuppardo, acabam de chegar de sua lua de mel pela Ásia e compartilham aqui o que vivenciaram de bom e de não tão bom durante a viagem!

O roteiro dos honeymooners foi:

Bali, Indonésia – 3 noites

Gili Trawangan, Indonésia – 5 noites

Lombok, Indonésia – 3 noites

Bali, Indonésia – 3 noites

Cingapura – 4 noites

Confira abaixo a exclusivíssima entrevista concedida ao Just Married com as dicas do local:

Começamos nossa viagem por Bali, pegamos um voo da Singapure Airlines com escala em Barcelona e em Cingapura e chegamos em Bali.

Ao chegar no aeroporto, diversos motoristas locais nos cercaram para nos levar até o hotel e para carregar nossas malas. Como tínhamos um transfer contratado para o hotel (recomendo muito!), passamos reto por eles. Na Indonésia, há apenas uma companhia de taxi chamada Blue Bird. Os outros são “local drivers” e tudo é feito por preço combinado antes da corrida.

O trânsito em Bali é difícil. Milhares de scooters por todos os lados, algumas com 5 pessoas, incluindo crianças de colo e cachorros. Eles levam a família inteira na motinho!

Uluwatu

Chegamos no Anantara Uluwatu Resort SPA, hotel muito lindo localuzado em Uluwatu. Tem uma piscina maravilhosa e um spa incrível. Todos os dias, o pôr do sol é lindo. Para quem for, sempre veja da praia, de um bar, da piscina do hotel ou de qualquer lugar, é lindo. Tem inúmeras praias para passar o dia, dentre elas a mais famosa “Padang Padang Beach” (deve chegar cedo, pois a tarde fica muito cheio; a praia é bem bonita) e Jimbaran.

Para o fim do dia, tem o Finn’s Beach Club, que é um beach club numa praia particular dentro do Semara Luxury Resort. Você paga o day use e tem direito a uma consumação.

Em Uluwatu, fica um dos templos mais famosos de Bali, o templo de Pura Luhur, questá localizado sobre os cliffs e tem um visual lindo. Esse também é o templo dos macacos que reinam por ali. Eles ficam soltos e tentam roubar os turistas, principalmente óculos de sol e máquina fotográfica. No fim da tarde, tem um show de dança típica balinesa.

Gili Trawangan

Saindo de Uluwatu, pegamos um fast boat para Gili Trawangan, que é uma ilha de areia clara e mar azul.

Você chega em Gili de barco e desce na areia. Na ilha não tem carro, então você pode alugar uma charrete para carregar suas malas; foi isso que fizemos. Ficamos num hotel chamado Scallywags, que fica bem no final da região central. O hotel era bom, mas não maravilhoso. Nosso quarto tinha uma piscina gostosa. Em Gilli, você aluga uma bike no primeiro dia e devolve no último. A ilha é pequena e você consegue dar a volta completa de bike em 1 hora. Durante o dia, ficávamos nos beach clubs e, no final da tarde, saíamos em direção ao pôr do sol para assistir de um dos bares. Todos fazem isso na ilha. O lugar mais bacana para ver o pôr do sol e comer chama Casa Vintage, que é um restaurante jamaicano com comida e ambiente deliciosos.

O divertido de Gilli é pegar sua bike e sair pedalando. No caminho você escolhe o melhor lugar para ficar.

Em Gilli, também há opções para mergulho e para conhecer as outras ilhas Gilli (Meno e Air). Esses passeios valem muito a pena. As barreiras de corais são enormes, tem diversos tipos de peixes e tartarugas marinhas enormes. Há opções de restaurantes e também o night Market, que um mercadão de rua onde os locais começam a preparar a comida no final do dia e fica lotado à noite. Não tive coragem de comer nesse local, pois as condições de higiene eram bem duvidosas, mas conversei com várias pessoas que comeram e falaram que estava uma delícia.

Lombok

De Gilli pegamos um outro fast boat e fomos para Lombok. A maior parte da Indonésia é hindu e Lombok é uma ilha onde a religião é muçulmana. É impressionante a diferença das pessoas de um lugar para outro em razão da religião. Os hindus são muito fofos e educados.

Em Lombok, ficamos no Tugu Lombok, hotel maravilhoso com serviço impecável. Ficamos 3 dias ali curtindo a praia e o hotel. Não saímos do hotel para nada, pois o restaurante deles é incrível. A gente já tinha passado por 2 lugares anteriores bem turísticos, então resolvemos ficar 3 dias em Lombok nesse hotel só para relaxar.

Canggu

De Lombok pegamos novamente o fast boat e voltamos para Bali. Dessa vez, ficamos em um outro local chamado Canggu. Em Canguu, nos hospedamos no Tugu Bali, da mesma rede de hotéis que ficamos em Lombok. Ali era o mesmo esquema. O hotel impecável, com restaurantes incríveis, iinclusive um japonês muito bom. Em Canguu, tem um centrinho com restaurantes e lojinhas para dar uma volta, então não ficamos muito no hotel. Há também o templo Tanah Lot que vale a pena conhecer.

O dono da rede de hotéis Tugu é um colecionador de obras de arte. Todos os hotéis são como museus, com esculturas, estátuas e obras de arte por todos os lados. O restaurante japonês do Tugu Bali é um templo chinês do século XV. Muito lindo!

Feedback Bali:

– O povo balinês ama conversar e conhecer os estrangeiros. Pode ser meio estranho no começo, mas na verdade é bem legal e faz parte da viagem.

– Não é um lugar violento, mas tem que ficar esperto como em todos os lugares turísticos pois eles adoram levar vantagem.

– É muito barato comer e beber fora dos hotéis.

– Enquanto em Bali a religião é o hinduísmo, em Lombok e Gili a religião é o islamismo e é notável a diferente culturas entre eles, na forma de tratar, na educação.

– A Indonésia tem as melhores massagens do mundo. Vale a pena fazer em todos os lugares que for.

Cingapura

De Bali, pegamos um voo e começamos nossa viagem de volta. De lá fomos para Cingapura.

Enquanto Bali é uma cidade super pobre, você vê muitos mendigos na rua, Cingapura é totalmente o oposto. Uma cidade super planejada, sem lixo na rua, sem pobreza.

Em Cingapura ficamos no Marina Bay (o hotel da piscina), porém não recomendo muito pois é bastante turístico e a piscina fica lotada.

Ficamos 3 dias em Cingapura e recomendo fazer os seguintes passeios:

– Ir aos Gardens by the bay. São jardins cobertos com diversos tipos de flores. É lindo e imperdível

– Ir ao Super Tree (nos gardens by the bay) a noite e assistir os show de luzes e música que acontece nas árvores

– conhecer o templo Buddha Tooth Relic Temple and Museum

– Conhecer Chinatown

– Andar na roda gigante

– Comer no sushi do Hotel Ruffles

Trip feedback

Vocês já viajaram o mundo! Por que decidiram por este roteiro?

Sempre quisemos conhecer a Ásia e não tem melhor oportunidade que a lua de mel. Vimos diversos roteiros e amamos a idéia de ir para Indonésia, pela cultura, pelas pessoas, pela beleza, por tudo!

Qual foi o ponto mais incrível da viagem?

Gostamos muito de Gilli, mas os hotéis Lombok eram maravilhosos e fiquei bastante impressionada com Cingapura.

Alguma dica ou passeio imperdível?

Ir para as Gilli Islands e mergulhas nos corais. Tem uma diversidade enorme de peixes e tartarugas marinhas gigantes. Aliás, ir para Gilli é imperdível. Você chega de barco na areia (bem esquema Caraiva) aluga sua bicicleta e anda pela ilha inteira com ela.

Experimentou alguma comida típica diferente?

A gente ama comer e conhecer outras culturas, por isso experimentamos de tudo. O Nasi Goreng é o prato mais típico da Indonésia. É um arroz frito com legumes, carne, frango ou camarão misturados em um wok. Muito bom! O Satay deles também é muito bom; vem com um molho de amendoim, comi quase todos os dias. Comemos pato também… difícil definir o melhor.     

Vocês aprenderam algo interessante sobre a cultura local?

Chegar na Indonésia foi um choque cultural. Como a gente nunca tinha ido para a Ásia não sabia o que esperar. O trânsito e a bagunça nas ruas nos surpreenderam.

Outro ponto da cultura interessante é o café da manhã dos indonésios não ter uma comida diferente. A primeira refeição do dia é o que sobra do jantar do dia anterior. Não estranhe se você chegar no café da manhã do hotel e se depara com arroz frito, noodles, sushi, peixe, macarrão, etc. É claro que nos melhores hotéis há café da manhã ocidental, mas os locais comem mesmo as sobras do jantar.

O tempo de viagem foi suficiente?

Foi suficiente para fazer a Indonésia e Cingapura. Se quiser conhecer outros lugares da Ásia, deve ficar mais tempo. Gosto de ir para os lugares e conhecer a cultura local e não faço pinga pinga de cidade em cidade, porque você acaba não conhecendo nada direito.    

O tempo estava bom para esta época?

O tempo em Bali é quente o ano inteiro. A diferença é que certa parte do ano chove. Nós fomos no começo do período de “seca”, mas mesmo assim, no final da tarde, presenciamos umas pancadas de chuva bem de verão. Mas no geral as temperaturas são altas… bem altas na verdade.

Mudaria alguma coisa no roteiro ou viagem?

Teria incluído Ubud no roteiro, que é um lugar famoso pelos campos de arroz.

Foi tudo aquilo que vocês sonharam?

Foi incrível e inesquecível.

O que vai ficar na memória para sempre?

A beleza de Gilli, o restaurante japonês do Hotel Ruffles e o porto do sol de Uluwatu.

Check list dos favoritos

Destino favorito?

Gilli e Bali

Melhor hotel?

Tugu Lombok

Melhor restaurante?

Restaurante japonês do Hotel Ruffles em Cingapura que chama Shinji by Kanesaka e Casa Vintage em Gilli

Melhor passeio?

Mergulho em Gilli

Alguma dica JustMarried?

Chegar na Indonésia e relaxar, esquecer nossos “padrões de higiene” e curtir.

Qual a agência de viagem? Recomendam?

Recomendo. Quem fez nosso roteiro foi a Keep Travelling

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *