Doha by Giu Kaufman

Roteiro:

Qatar

Aproveitando a escala de voo pela pitoresca cidade de Doha, capital do Catar, meu marido e eu desembarcamos para curtir um dia intenso de turismo.

Mesmo não sendo minha primeira vez no aeroporto da cidade, a arquitetura e as instalações do local me deixam de queixo caído. É o melhor aeroporto que já conheci.

O guia, previamente contratado, nos esperava na saída. Como era hora do almoço, iniciamos o passeio no restaurante giratório do topo da torre do hotel The Torch Doha. A comida estava ótima e a vista deslumbrante. Temos o costume de conhecer uma cidade vendo-a por cima.

Logo embaixo, está The Villagio Mall, um shopping que imita vielas italianas e os canais de Veneza, com opção de passeio de gôndola e tudo. Marcas de luxo e de grandes redes internacionais estão espalhadas pelos corredores do movimentado local. Lá, pudemos sentir a diversidade de pessoas que habitam o país. Afinal, dos 2,6 milhões de habitantes, apenas aproximadamente 300 mil são cataris, o restante vem de lugares do mundo inteiro, especialmente da Ásia.
Paramos na State Grand Mosque, uma das maiores mesquitas do país com capacidade para mais de 10.000 fiéis homens e aproximadamente 1.300 mulheres, em alas separadas. Visitamos em seguida, a Katara Cultural Village, um local de bonita arquitetura, com cafés, escritórios, um grande anfiteatro entre outros pontos que exibem a cultura catari.
Aproveitamos para conhecer e tomar um café no suntuoso Hotel Marsa Malaz Kempinski. Foi bonito ver a grandiosidade do hotel, sem dúvida, uma boa opção de hospedagem.
Caminhamos ao longo das calçadas do The Pearl, uma ilha construída para abrigar luxuosos prédios residenciais, hotéis, lojas e barcos em sua marina.

Hotel Marsa Malaz Kempinski

O melhor de todo o passeio foi o MIA – Museu of Islamic Art. Lindo, moderno e arquitetura simétrica por dentro e por fora. Peças de arte islâmica no mundo dos últimos 1400 anos maravilhosamente expostas. Entrada gratuita. Vista externa para o colorido e geométrico skyline da cidade, deslumbrante.

MIA

MIA

MIA

De carro, passamos pela The Corniche, jardim e calçadão ao longo da baía onde as pessoas fazem esporte, montam piqueniques ou passeiam de barco.

Imperdível também o Souk Waqif, mercado tradicional local, cujo espaço é renovado e todo adaptado para que as ruelas sejam amplas, a iluminação adequada e agradável, opções de restaurantes, banheiros e, claro, uma diversidade de comércio.
Por fim, chegamos em nosso hotel escolhido, o Four Seasons Doha, localizado na beira da água, grandioso, bonito e confortável. Jantamos no restaurante Nobu, que fica no hotel.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *