Jackson Hole no verão, por Giu Kaufman

Roteiro:

Jackson Hole

Durante a viagem que comecei contando no último texto, meu destino seguinte foi Jackson Hole, localizado no estado de Wyoming, nos EUA. Famosa entre os brasileiros por ser uma vibrante estação de esqui entre dezembro a abril, a cidade de Jackson reserva atrativos e lazer nas suas paisagens lindíssimas reveladas no verão. Pensei constantemente em nossos noivos leitores imaginando esse destino para uma lua de mel dos sonhos!

Rodeada por montanhas, Jackson ganhou o apelido de Jackson Hole por ser um vale no meio delas, e que vale!  É a base ideal para quem deseja explorar o Grand Teton National Park, um verdadeiro playground para quem curte natureza e atividades ao ar livre, e uma cidade pra lá de charmosa com direito a um centrinho repleto de restaurantes e lojinhas.

A temperatura no meio do ano chega a aproximadamente 25°C durante o dia e, pela noite, cai para abaixo dos 10°C. Na mala, levei roupas de esporte para durante o dia e, para noite, um par de botas, calças e malhas. Funcionou muito bem!

O intuito da nossa parada era descansar, o que obviamente na realidade não acontece para quem tem sede de conhecer tudo que se tem para fazer no lugar.

Nos hospedamos no hotel Four Seasons, que está em Teton Village (onde acontecem as atividades de esqui durante o inverno). A cidade de Jackson Hole fica a 20 minutos de Teton Village e recomendo alugar um carro durante sua estada por lá.

 

 

Como adoramos ver as cidades por cima, nosso primeiro passeio foi subir no Tram Big Red, que é um enorme compartimento com capacidade para 60 pessoas que funciona como um teleférico para transportar as pessoas ao topo da montanha, a 3.185 metros de altura! Apesar do sol, o vento é gelado lá em cima. Além da vista espetacular, o local te aguarda com o pequeno restaurante Corbet’s Cabin cuja especialidade são as tradicionais waffles quentinhas e deliciosas. Você pode também subir na gôndola ao lado (Bridger Gondola) para um jantar no restaurante The Deck que também dispõe de uma vista linda.

 

O centrinho de Jackson Hole é uma graça, especialmente pela praça central, a Jackson Town Square, decorada com quatro portais feitos com chifres de alces, uma tradição que vem desde de 1953. Os chifres são recolhidos no National Elk Refuge (refúgio nacional dos Alces) ao final de cada inverno pelos garotos escoteiros da região e leiloados na praça. De tempos em tempos o portal é reconstruído. A cidade tem um jeitão de velho oeste charmoso!

Em um dos dias, fomos ao Laurence Rockfeller Reserve, que dispõe de algumas opções de trilhas. Fizemos a mais curta de 1h30 e chegamos ao deslumbrante Phelps Lake. A temperatura amena, o verde claro da vegetação, o barulho de água e o aroma de árvore de Natal no caminho fizeram me sentir como se eu estivesse em um filme americano! Tudo tão ideal que parecia um sonho!

 

Maravilhoso também foi descer as corredeiras do Snake River em um floating boat em um passeio cênico. Apesar da correnteza forte, no percurso você vivencia apenas o que há de mais confortável para explorar o rio, pois um profissional guia o bote, que tem capacidade para aproximadamente 12 pessoas, e tudo que você tem para fazer é apreciar a paisagem em volta que é memorável! O passeio dura cerca de 2 horas e, durante, é oferecido um lanche. Crianças e idosos vão com tranquilidade, pois é seguro. Vimos águias (bald eagle) e bandos de pelicanos brancos, foi o máximo!

 

 

Também curtimos o Treetop Adventure Park at Snow King, que é um pequeno, porém muito divertido parque de diversão na cidade, onde você  desce a montanha em tobogãs enormes com um carrinhos em que você controla a velocidade. Ainda dispõe de um simpático mini golf.

 

 

Como opções para comer, meus restaurantes preferidos para jantar foram o Snake River Grill, localizado no centro de Jackson, e o Westbank Grill, que fica no hotel Four Seasons. Também recomendo jantar no hotel Amangani para conhecer o local e apreciar a sensacional paisagem do local, recomendo ir antes de escurecer! Comemos bem também no Spur, um simpático restaurante em Teton Village.

Explorando o Grand Teton Naticional Park

Recomendo dedicar pelo menos um dia todo ao Grand Teton National Park, um parque nacional maravilhoso rodeado por uma cadeia de montanhas lindíssima e com muitos lagos de águas transparentes. Para ver muitos animas selvagens a dica é começar cedo (quanto mais próximo ao horário do nascer do sol, maiores as suas chances) e dirigir devagar, com um pouco de sorte você verá dezenas de alces, bisões, mooses e até ursos! No final do dia, próximo ao horário do pôr do sol, a chance de ver animais também é grande.

Sugiro dar uma volta completa no parque parando em nos mirantes (os nossos preferidos foram o Jenny Lake, Jackson Lake Dam e Snake River Lookout), explore a região da Moose Rd. procurando pelas mooses, visite a Mormon Row (onde estão as casas históricas), faça trilhas pelo Taggart Lake, Leigh Lake e Phelphs Lake e se sobrar tempo, faça o passeio de barco que saí da Colter Bay. O parque é maravilhoso!

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *